Previsão do Tempo

Poucas Nuvens

24°

11°

00:02

Quinta - 24/08

SA?DE
7 causas potenciais da insuficiência cardíaca congestiva

17/04/2017

 A insuficiência cardíaca congestiva pode aparecer como consequência de diferentes condições de saúde que podemos não associar ao coração, mas que podem ser determinantes para a saúde deste órgão.

 

 

A insuficiência cardíaca congestiva é um transtorno crônico que se desenvolve quando o coração apresenta dificuldades para bombear o sangue até as demais partes do corpo.

 

Desta forma, dificulta-se a correta oxigenação das células.

 

Isso pode afetar somente o lado direito ou esquerdo do coração, mas geralmente os dois ficam comprometidos.

Conforme vai se desenvolvendo, o sangue pode se acumular em outras partes do corpo e, dado que aumenta a retenção de líquidos, outros órgãos tendem a sofrer graves impactos negativos.

Inclusive, é gerada uma resposta inflamatória que tende a se manifestar com problemas nos pulmões, no fígado, e no sistema gastrointestinal.

Não costuma se manifestar de forma contundente em suas etapas iniciais, mas com o passar dos dias, causa dificuldades para respirar, fadiga, pulso irregular e outros incômodos que prejudicam a saúde.

Além disso, a maioria dos casos ocorre como consequência de doenças cardiovasculares que, provavelmente, não foram tratadas.

Hoje queremos compartilhar com detalhes as sete causas mais comuns da insuficiência cardíaca congestiva.

Possíveis causas da insuficiência cardíaca congestiva

1. Doença das artérias coronárias

arterias-obstruidas

A doença das artérias coronárias ocorre devido ao acúmulo de placas de gordura nas paredes das artérias do coração.

Esta condição é muito perigosa, já que pode bloquear o fluxo de sangue e, em casos mais graves, levar a um ataque cardíaco.

O ataque pode causar a morte do indivíduo, embora os casos atendidos a tempo tenham uma alta probabilidade de sobrevivência.

 

O colesterol alto, a pressão arterial e a diabetes aumentam de forma considerável o risco de desenvolver este problema.

2. Hipertensão

A pressão arterial alta ou hipertensão ocorre quando há um aumento na pressão do sangue que flui através das artérias coronárias.

É um problema de saúde pública, já que afeta milhões de pessoas em todo o mundo e está vinculado a muitos transtornos que aumentam o índice de mortalidade.

Trata-se de um transtorno assintomático que pode apresentar complicações graves e letais quando não recebe um tratamento adequado.

É fundamental mantê-la sob controle para evitar danos ao coração, problemas renais e dificuldades cognitivas.

3. Miocardiopatia dilatada

ataque-cardiaco

A miocardiopatia dilatada é uma doença progressiva do músculo cardíaco que se caracteriza pela dilatação ventricular.

É a terceira causa mais comum de insuficiência cardíaca congestiva e uma das razões mais comuns por trás do transplante de coração.

Seu principal fator de risco são os antecedentes familiares, mas também está relacionada a infecções e à exposição a toxinas.

4. Doenças na tireoide

As mudanças metabólicas e hormonais sofridas com os transtornos da tireoide têm uma relação estreita com o aumento do risco de insuficiência cardíaca.

Tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo podem causar alterações no sistema cardiovascular e circulação, e gerar danos no músculo cardíaco.

No geral, manifestam-se através de uma série de sintomas internos e externos que facilitam sua detecção e controle.

5. Transtornos nos rins

rins

Embora alguns ignorem este fato, o bom funcionamento renal tem muito a ver com a saúde cardiovascular, linfática e circulatória.

Rins doentes não podem filtrar de forma ótima as toxinas, e também não são capazes de equilibrar os sais minerais.

Devido a isso, surgem problemas na pressão arterial e aumenta o risco de diabetes, ataques cardíacos e problemas nas vias urinárias.

A doença renal, aguda e crônica, é um dos principais responsáveis pela insuficiência cardíaca congestiva na idade adulta.

6. Diabetes

A diabetes é uma doença que se caracteriza pelo aumento nos níveis de glicose no sangue, seja por uma resistência ou pela ausência de insulina.

Este hormônio, secretado pelo pâncreas, se encarrega de manter o açúcar sob controle, e ajuda a usá-lo como fonte de energia.

 

Os pacientes diabéticos devem mantê-la sob controle, dado que o avanço da doença causa danos nos olhos, transtornos no sistema nervoso e risco de problemas cardíacos.

7. Hemocromatose

exame-de-sangue

A hematomacrose é uma doença hereditária que se caracteriza pela acumulação anormal de ferro nos tecidos e órgãos.

Dado que este mineral não pode ser metabolizado de forma correta, se converte em um tóxico para órgãos como o fígado, o coração e o pâncreas.

Suas complicações levam a doenças na tireoide, diabetes, insuficiência cardíaca e outras doenças graves que afetam a qualidade de vida.

O controle e tratamento oportuno de todas estas condições é determinante para evitar a insuficiência cardíaca congestiva.

Diante de qualquer anormalidade, o mais conveniente é solicitar ajuda médica imediata.

Fonte: Melhor com Saúde




Guaranotícias


Rua Afonso Alves de Camargo, 1775 - Alto da XV - (42) 3035-8000 - Guarapuava - PR
Grupo Mattos Leão de Comunicação
© 2013 Todos os direitos reservados Criado e Desenvolvido por: