Previsão do Tempo

Poucas Nuvens

24°

11°

07:20

Quinta - 27/06

AGRONEG?CIOS
5 dicas para obter a melhor regulagem da sua plantadora de grãos

13/06/2019

 Considerando que qualquer operação agrícola depende do equipamento, das condições do ambiente e das habilidades de quem opera a máquina, um dos primeiros e mais importantes passos desse processo é uma boa regulagem da plantadora utilizada.

Há diversos modelos de plantadoras no mercado brasileiro, com diferentes sistemas e capacidades operacionais. Plantadoras pneumáticas preparadas para a agricultura de precisão e equipadas com itens como o vSet, da Precision Planting, vão trazer mais vantagens competitivas na hora do plantio. Mesmo assim, é vital que o agricultor entenda que é melhor investir algumas horas na manutenção e na preparação do maquinário antes do plantio, do que iniciar a semeadura sem a regulagem correta do equipamento.

Um desajuste na plantadora pode resultar em um plantio de baixa qualidade e, consequentemente, em um baixo índice de germinação, afetando diretamente a produtividade. Estudos apontam que semeaduras inadequadas podem acarretar em perdas maiores que 40% na produtividade de diferentes culturas. Além disso, é bom lembrar que as janelas de plantio têm sido cada vez mais curtas e qualquer contratempo deve ser evitado. Por isso, preparamos uma série de dicas para o produtor rural extrair o melhor da sua plantadora e obter o melhor índice de uniformidade e de população de plantas possível em sua lavoura.

1 - Antes de tudo, planejar o plantio
Pode parecer complexo falar em “planejamento do plantio”. Em termos agronômicos, até seria, mas em relação à máquina, o que vale é prepará-la bem antes de levá-la a campo. Muitos agricultores apenas retiram a máquina do galpão após o período entressafras e a põe para trabalhar. De nada adianta investir pesado em tecnologia e não investir tempo e cuidado no equipamento. Uma inspeção geral deve ser realizada no maquinário, a fim de checar peças quebradas ou desgastadas e que precisam de reposição. É importante ter atenção especial na seção de dosadores.

2 - Limpeza é algo básico e fundamental
O agricultor mais zeloso, ao final do plantio, lava e guarda sua plantadora bem coberta com lona, para proteger as peças do pó. Muitos fertilizantes são corrosivos e podem desgastar as peças da plantadora que contiverem resíduos. Mas tudo isso ainda não exime o agricultor de repetir os cuidados antes de iniciar a safra seguinte. Há também outros componentes que exigem cuidados especiais, como os sensores óticos dos condutores de sementes, que devem ser limpos para que a sujeira não interfira na leitura eletrônica dos grãos.

3 - Lubrificação exige atenção (e graxa de qualidade)
Cada vez mais, as plantadoras modernas têm evoluído para sistemas que facilitam a lubrificação. A nova plantadora da Valtra, a Momentum, possui apenas um ponto de lubrificação e poupa o agricultor da tarefa inglória – mas essencial – de lubrificar várias peças do equipamento. Algumas plantadoras chegam a ter até 14 pontos de lubrificação por linha de plantio e, em alguns casos, demandam mais graxa a cada 20 horas. Independentemente do nível de tecnologia do equipamento, o agricultor deve privilegiar uma marca de graxa de alta qualidade para a lubrificação. É isso que vai fazer com que a necessidade de aplicações seja menor. Uma boa aplicação vai evitar ferrugem e desgaste nas peças da plantadora, além de proporcionar um melhor funcionamento dos discos de corte. Um disco sem lubrificação vai exigir mais força para tração e, consequentemente, vai aumentar o consumo de combustível.

4 - Regule bem o disco de corte e sulcos
Um detalhe a que poucos se atentam é a regulagem do disco de corte. Os diferentes tipos de palha influem diretamente na performance dessa seção da máquina - alguns necessitam de menos pressão para o corte. Um problema clássico da fase de plantio é a imprecisão na profundidade das sementes. Privilegiar plantadoras pneumáticas vai praticamente zerar o problema e gerar vantagem competitiva ao agricultor, desde que ela esteja bem regulada. Uma plantadora bem regulada é capaz abrir o sulco de plantio e lançar a semente na profundidade correta.

5 - Um dosador de sementes bem regulado será decisivo
Existem diversos tipos de dosadores de sementes no mercado. Os mais comuns ainda são os mecânicos. Mas o mercado vem evoluindo diariamente e a migração para dosadores pneumáticos, como o vSet, da Precision Planting, vem ocorrendo mais rápido do que o imaginado. A qualidade de plantio que esses dosadores podem oferecer, garantindo níveis quase que perfeitos de singulação, ou seja, a eliminação de sementes falhas e duplas, é o principal atrativo para o agricultor.

Para o melhor uso dos dosadores pneumáticos, é fundamental que os discos, ejetores e singuladores estejam configurados de acordo com a cultura utilizada. Uma grande vantagem do vSet é possuir apenas um disco por cultura, independentemente do seu tamanho. Depois de instalar corretamente os kits de cultura do distribuidor de sementes, é preciso conectá-los aos reservatórios. Por fim, confira se o vácuo está conforme as indicações do fabricante. Isso deve evitar vazamentos no sistema de vácuo que poderiam diminuir a pressão de determinadas linhas, afetando a singulação. Em caso de vazamentos, vale conferir se a borracha de vedação atrás dos discos está em boas condições.

Fonte: Portal agronegócio




Guaranotícias


Rua Afonso Alves de Camargo, 1775 - Alto da XV - (42) 3035-8000 - Guarapuava - PR
Grupo Mattos Leão de Comunicação
© 2013 Todos os direitos reservados Criado e Desenvolvido por: